segunda-feira, fevereiro 16, 2009

Acabei de ler Casa Gucci

“ Um dos melhores livros de assassinato que já li”. Casa Gucci acabou de entrar nos meus favoritos. O livro é muito bom. Fala da ganância do nome, e a pose do nome. Coisas trágicas acontecem, ambição nas coisas da própria família, pessoas morrendo em toda parte. Tudo por causo do nome Gucci. No final do livro tem um capítulo ótimo que fala o que seria a Gucci hoje se continuasse no conceito do pai Guccio Gucci, ou do filho Maurizia Gucci.
"E se a coisas tivesse sido diferente? E se a família tivesse sido mais unida, a Gucci seria um quieto e previsível negócio de família em grande quantidade de bolsas de plástico com o logo GG com as listras vermelha e verde, ou estaria fazendo as bolsas de alça de bambu? Se Maurizio Gucci completado sua visão – já radicalmente diferente da visão de seus parentes _ a Gucci seria mais como a Hèrmes, uma segura e respeitável firma de luxo com lindos produtos e sem fogos de artifício?” Visão da escritora Sara Gay Forden.
Mas graças ao conceituado Tom Ford, isso mudou. Ele colocou conceito e, pois na rua o que as pessoas realmente gostam. Atitude ele teve, e arriscou a própria cabeça. Sendo diretor de criação da Gucci, dele a gente pode esperar tudo, até Judeu na passarela.

3 comentários:

Anônimo disse...

E adivinha o q confiskei?
a Xuxa!!!!
passa seu endereço para mim!
por emailllll
ou msg offline...

BML

Thales disse...

Suuuuper me interessei! Vou procurar em e-book (claaaro). HAHAHAHA!

feh disse...

adorei a sugestão! quero ler também, tu frisou o TOM F. mas temos que deixar claro que a FRIDA G, tem feito um trabalho espetácular! heuhe

beijo!!